Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VII Salão integrado de ensino, pesquisa e extensão, III Jornada de Pós-graduação e II Seminário sobre Territorialidade

Tamanho da fonte: 
ANÁLISE DA QUALIDADE DA ÁGUA DAS NASCENTES URBANAS DO BAIRRO FONTES – SOLEDADE COMO SUBSÍDIO PARA UMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL SUSTENTÁVEL
Paulo Sergio Perosa Spinelli Junior, Valdeni Leandro Pinto dos Santos, Eléia Righi

Última alteração: 2017-08-10

Resumo


Para que a educação seja sustentável, torna-se imprescindível a inserção de projetos de educação ambiental que busquem a formação de uma sociedade consciente. Assim, o objetivo desse trabalho foi realizar análises de qualidade da água nas nascentes do bairro Fontes (Soledade – RS), utilizando os resultados como material de conscientização dos alunos do EMEF Santo Antônio e a comunidade do bairro, da importância do cuidado e da preservação das nascentes que ali existem. A metodologia foi estruturada da seguinte forma: localização das nascentes; levantamento do uso e da cobertura vegetal; analisar o Índice de Qualidade da Água (IQA); organizar palestras e campanhas educativas para os alunos do EMEF Santo Antônio e a comunidade do bairro. Assim, foram encontradas sete nascentes urbanas, que também são as nascentes do arroio São Bento, que desagua no rio Jacuí. A micro-bacia do arroio, somente no curso superior, foi delimitada, para verificar o uso do solo e a cobertura vegetal, possuindo uma área de 469,1 hectares. Os usos estão distribuídos em campo e lavoura com 171, 29 ha, área urbana 149,9 ha, mata nativa 128, 59 ha, eucaliptos 18,59 ha, e açudes com 0,73 ha. Em relação ao IQA, foram feitas análises em duas nascentes consideradas as mais importantes no estudo, pois são locais que a população e os animais consomem água, e pelo alto valor das análises em laboratório. A amostra 01 colhida próxima ao EMEF Santo Antônio, apresentou um IQA 70, representando uma qualidade boa. A amostra 02, teve como resultado um IQA 68, também considerada boa, conforme metodologia da Cetesb. Foram organizadas palestras educativas com os alunos do EMEF Santo Antônio e orientado a comunidade do bairro sobre a importância de manter o local preservado e não consumir a água, pois apresentaram coliformes termotolerantes em nível baixo nas análises. Somente uma nascente, das sete encontradas, foi cercada e é mantida em boas condições, localizada ao lado do EMEF Santo Antônio. Nas nascentes restantes não foi possível fazer nenhuma atividade, por estarem em propriedades privadas. Esperamos que essa pesquisa possa conscientizar sobre a importância da preservação dos recursos hídricos para os alunos e comunidade.