Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VII Salão integrado de ensino, pesquisa e extensão, III Jornada de Pós-graduação e II Seminário sobre Territorialidade

Tamanho da fonte: 
LETRAMENTO ACADÊMICO: UM DESAFIO A SER ENFRENTADO PELOS ALUNOS QUE INGRESSAM NO ENSINO SUPERIOR
Karoline Luisa Riva, Rafael Gadini, Luciane Sippert, Raquel Holme, Veronice da Silva

Última alteração: 2017-08-03

Resumo


O aparecimento dos estudos sobre o letramento propiciou uma nova compreensão da dimensão sociocultural da língua escrita e de seu aprendizado. Nessa nova perspectiva, amplia-se a visão que se tinha do domínio do sistema da escrita, que não se basta por si mesmo, pois vivemos em uma cultura grafocêntrica e a interação com diferentes práticas sociais da escrita é imprescindível. Diversos estudos sobre letramento acadêmico têm apontado para o fato de que não é simples para os estudantes se apropriarem de novas práticas de leitura e escrita em uma nova comunidade discursiva, pois se tratam de práticas complexas que envolvem o desenvolvimento de múltiplas competências, numa complexa inter-relação entre aspectos linguísticos, cognitivos e socioculturais. Deste modo, o presente projeto tem como objetivo geral analisar as principais dificuldades encontradas pelos alunos no processo de letramento acadêmico nos cursos de graduação da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS). Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, caracterizada como interpretativista, realizada a partir de revisão bibliográfica e análise de textos de alunos do Ensino Superior. A análise busca verificar as principais dificuldades dos acadêmicos para atender às exigências do meio em que estão inseridos em termos de organização textual e competências relacionadas ao letramento acadêmico. Os resultados preliminares apontam que a grande maioria dos alunos apresentam dificuldades em relação às atividades de leitura e escrita propostas nos diferentes componentes curriculares, reafirmando o que já foi constatado em estudos anteriores. Essas dificuldades relatadas são compartilhadas entre os acadêmicos, mas nem sempre são claramente explicitadas e discutidas pelos docentes em sala de aula. Acredita-se que tais limitações estejam relacionadas ao desconhecimento dos gêneros acadêmicos e também ao desconhecimento de estratégias de progressão textual, que são utilizadas a partir de um conhecimento implícito dos alunos. Desta forma, as dificuldades levantadas apontam a necessidade de se pensar estratégias metodológicas para se trabalhar a língua portuguesa no Ensino Superior, buscando subsidiar as atividades de leitura e escrita nos diferentes cursos de graduação da UERGS.

 


Palavras-chave


Letramento acadêmico. Dificuldades relacionadas à leitura e à escrita. Ensino Superior.