Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VII Salão integrado de ensino, pesquisa e extensão, III Jornada de Pós-graduação e II Seminário sobre Territorialidade

Tamanho da fonte: 
PROJETO SÓCIO-AMBIENTAL PARA O REÚSO DE EMBALAGENS LONGA VIDA
Marluci Valadares Saciloto, Dartagnan Correa Pires, Ismael Gewer Ramadam, Rosicler Alonso Backes

Última alteração: 2017-08-21

Resumo


O presente trabalho propõe reutilizar embalagens tetra pak que seriam destinadas ao lixo ou reciclagem, propondo uma destinação correta e socioambiental deste resíduo, através  do seu reuso, na confecção de mantas térmicas feitas de embalagens do tipo longa vida encontrados em diversos produtos que consumimos no dia a dia, como leite e sucos, contribuindo para a diminuição deste resíduo no meio ambiente onde o alumínio é altamente contaminante do solo e da água. O objetivo deste trabalho é aplicar as mantas em casas de pessoas de baixa renda e que possuem uma necessidade extrema de melhorar as condições de moradia, buscando oferecer um conforto de temperatura, diminuindo em dias quentes e aumentando em dias frios. As embalagens são coletadas previamente e limpas através de enxágue duplo, após as embalagens são abertas e cortadas com a ajuda de uma tesoura. São selecionadas e separadas em dois grupos de embalagens com dimensões diferentes. Depois de selecionadas, são costuradas formando assim as mantas.  As aplicações desse projeto envolve a destinação corretas destes resíduos por empresas que tem alto consumo desses alimentos nessas embalagens como hospitais, creches, padarias, sorveterias entre outros, estimulando as empresas a ter participação social e gestão ambiental destes resíduos e ter a contribuição de associações de moradores, comunidades terapêuticas, asilos, presídios e escolas, como terapia ocupacional além das propostas ambientais. As famílias que foram beneficiadas com esse projeto são: Família A: 1474 embalagens, área: 71,90 m2 – revestimento de tetos e paredes(casa de madeira), em 20/05/2016; Família B: 257 embalagens utilizadas, área: 21,07 m2, Revestimento do telhado da cozinha, em 18/02/2017; Família C: 268 embalagens, área: 21,16 m2, revestimento do telhado da garagem/área de serviço, em17/03/2017. Houve uma redução de até 30% na temperatura direta no telhado com o revestimento. O processo de reciclagem de embalagens longa vida é viável e torna-se uma alternativa eficiente na reutilização das caixas, transformando em isolante térmico para as residências e demais fins, reduzindo a temperatura no interior, podendo ser de forma artesanal ou mais complexa.

 


Palavras-chave


Palavras-chave: educação ambiental, sustentabilidade, aproveitamento de resíduos, reciclagem, isolante térmico.

Texto completo: Sem título