Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VII Salão integrado de ensino, pesquisa e extensão, III Jornada de Pós-graduação e II Seminário sobre Territorialidade

Tamanho da fonte: 
PERCEPÇÃO DOS AGRICULTORES DO TERRITÓRIO DO NORDESTE RIOGRANDENSE SOBRE QUESTÕES AMBIENTAIS
Wellington Hoffmann BOSQUEIRO, Marcia Regina Maboni Hoppen PORSCH, Silvia Santin BORDIN, Ernane Ervino PFÜLLER

Última alteração: 2017-08-08

Resumo


O Território Rural Nordeste Riograndense é constituído por vinte municípios e com população total de 124.980 hab. Do total, 42.514 habitantes compõem a população rural (Caderno Territorial, 2015). Vários autores têm descrito que este público utiliza-se do solo para seu sustento e subsistência familiar e muitas famílias tem nas políticas públicas um instrumento importante para tentar obter uma qualidade de vida melhor. Buscando verificar como eles percebem a situação no campo, nas questões de aplicação de políticas públicas, questões ambientais, questões socioeconômicas e questões culturais educacionais, os quais são os eixos propostos para serem tratados no PTDRS (Programa de Desenvolvimento Sustentável dos Territórios Rurais), aplicou-se um questionário a 5% dos agricultores que fazem parte do território NE, sorteados pelas DAPs (Declaração de Aptidão ao Pronaf), ativas, por município, em 2016. Ou seja, em cada município foram sorteados 5% dos agricultores com DAP ativa. O questionário continha várias questões como escolaridade dos pais e dos filhos, acesso a políticas públicas e a percepção deles se este acesso os manteve na mesma situação, se a situação destes piorou ou se avançou. As mesmas opções foram dadas para a questão situação das questões ambientais, questões socioeconômicas e questões culturais educacionais. Em relação à escolaridade, observou-se que a grande maioria dos pais e mães tem ensino fundamental incompleto. Já os filhos e filhas informaram uma variação maior de escolaridade. Mesmo assim, na maioria dos municípios ainda, em torno de 50% dos filhos e filhas, possuem ensino fundamental incompleto. Conforme dados coletados, a percepção das questões ambientais pelos agricultores moradores do Território Nordeste Rio-grandense é de que, no geral, houve piora da situação, com destaque para o aumento na quantidade de pragas e doenças e a piora na qualidade das águas dos rios. As perturbações climáticas e o clima no geral foram considerados como sem alteração de impacto. Como itens que melhoraram, a redução da degradação do solo foi a mais citada. Os produtores também perceberam um aumento do número de animais nativos e uma recuperação de mata na região.

Palavras-chave


Território Nordeste Riograndense. Políticas públicas. Percepção ambiental