Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VII Salão integrado de ensino, pesquisa e extensão, III Jornada de Pós-graduação e II Seminário sobre Territorialidade

Tamanho da fonte: 
ESTUDOS FILOGENÉTICOS BASEADOS NA REGIÃO DO ESPAÇADOR TRANSCRICIONAL INTERNO (ITS) DE FUSARIUM SPP.
Larissa Castro Ampese, Fabiana Vieira TORMENTE, Jéssica Tascheto BERLATTO, Alnilan LOBATO, Bruna Gabriele LOESER, Fábio Luís MACIEL, Fabio Rossi CAVALCANTI

Última alteração: 2017-09-27

Resumo


Sob a denominação de Fusariose, a doença causada por Fusarium oxysporum é uma doença vascular caracterizada por uma relação prolongada entre hospedeiro e patógeno. (GRIGOLETTI JUNIOR, 1993). Na espécie F. oxysporum existem mais de 120 “subtipos” do microrganismo, divididos em formae speciales, cada um com determinado padrão de virulência (AGRIOS, 2005). O causador da fusariose da videira é o F. oxysporum f.sp. herbemontis. Geralmente, a identificação dos isolados desses patógenos é feita por microbiologia e caracterização da morfologia do fungo. No entanto, muitas vezes, espécies de Fusarium oferecem dificuldades para a sua identificação visual, mesmo para técnicos experientes. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi desenvolver um método para detecção molecular de espécies de Fusarium a partir do seqüenciamento do DNA da região do espaçador transcricional interno, (ITS, do inglês Internal Transcribed Spacer). Para isso, foram subcultivados 11 (onze) isolados de Fusarium spp. em BD líquido, sob agitação. A partir da biomassa obtida, o DNA total das amostras foi extraído via protocolo fenol:clorofórmico:isoamílico clássico. De posse do DNA dos isolados, métodos envolvendo PCR foram otimizados para a obtenção da amplificação da região do ITS de interesse (rDNA 18S, ITS1, e 5,8S, ITS1/2) para preparo e sequenciamento, região esta com aproximadamente 500 pares de bases. Os iniciadores utilizados foram o ITS1 (5’ TCC GTA GGT GAA CCT TGC GG 3’) e o ITS4 (5’ TCC TCC GCT TAT TGA TAT GC 3’). Obtidos os produtos de PCR, as amostras seguiram para preparo para sequenciamento e estudos envolvendo restrição do DNA, por PCR-RFLP8. Para preparo de sequenciamento, foram utilizadas duas enzimas: fosfatase alcalina e exonuclease I (Promega). Para fragmentação dos amplicons de ITS, foram utilizadas as enzimas de restrição HaeIII e CfoI (Promega). Posteriormente, como continuidade do presente trabalho, outras regiões conservadas serão estudadas e, através da comparação de sequências, serão construídas árvores filogenéticas, que agruparão os isolados de Fusarium obtidos de troncos lesionados de videira no Rio Grande do Sul, e permitirão compreender parcialmente a proximidade evolutiva entre os mesmos.


Palavras-chave


Palavras-chave: Espaçador Transcricional Interno; ITS; Filogenia; Videira.