Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VII Salão integrado de ensino, pesquisa e extensão, III Jornada de Pós-graduação e II Seminário sobre Territorialidade

Tamanho da fonte: 
EXPOLIBRAS: TALENTOS E SABERES DA CULTURA SURDA
Jenifer Martins Rodrigues Ramos, Quéli Dornelles Morais

Última alteração: 2017-08-16

Resumo


A inclusão do aluno surdo tem sido alvo dos mais acirrados debates na área da educação. Os questionamentos relacionados ao tema giram em torno da eficácia do atendimento oferecido. A escola efetivamente tem cumprido o seu papel com a inclusão do aluno surdo? O projeto EXPOLIBRAS justifica-se, face às mudanças ocorridas na educação de surdos nas duas últimas décadas em consonância com o Decreto Nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005, que regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais que dá garantia de direitos à pessoa surda na sociedade. Alguns profissionais demonstram insegurança no desenvolvimento destas práticas e temem a realidade a que se refere o decreto 5626/05, no seu artigo quinto, quando considera o professor a contar do ano de 2016 como bilíngues, quando a maioria destes profissionais sequer têm conhecimentos sobre a língua de sinais, o que fatalmente produz o fracasso surdo na escolar regular. O objetivo geral do Projeto EXPOLIBRAS foi trabalhar questões que envolvem o aluno surdo, o ensino da LIBRAS, o estudo de metodologias para sua alfabetização, partindo da primeira língua. A primeira etapa do projeto EXPOLIBRAS promoveu todas estas ações citadas, bem como vivenciar práticas escolares e metodológicas da escola de surdos através de visita técnica à Escola de surdos Alfredo Dub, localizada em Pelotas. No que tange ao ensino da língua, o projeto ofertou dois cursos: formação básica e intermediária a um grupo de vinte e cinco alunos do quinto semestre do Curso de Pedagogia. Nestas propostas os participantes desenvolveram o aprendizado da língua, sendo também este um espaço para pensar, repensar e executar atividades. O Projeto teve como eixo metodológico a realização de ações que privilegiaram as particularidades das demandas descritas e apresentadas, promoveu ações interdisciplinares com finalidades e objetivos de ensino e de extensão; visou também formar mão de obra oriunda da UERGS/BAGÉ para inserção no mercado de trabalho como intérpretes de LIBRAS, disseminadores deste conhecimento.

Palavras-chave


libras, cultura surda, talentos e saberes

Texto completo: Sem título