Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VII Salão integrado de ensino, pesquisa e extensão, III Jornada de Pós-graduação e II Seminário sobre Territorialidade

Tamanho da fonte: 
ANÁLISE DE EXPRESSÃO GÊNICA E FILOGENÉTICA DE GENES CODIFICANTES DE ENZIMAS ENVOLVIDAS COM A DEGRADAÇÃO DE LIPÍDEOS EM MICROALGAS COM GENOMA SEQUENCIADO.
Gabriel Schimmelpfeng PASSOS, Jessica Leal BATISTA, Alexandro CAGLIARI

Última alteração: 2017-09-11

Resumo


As Microalgas são organismos procariotos ou eucariotos de crescimento acelerado e composição química bastante diversificada. A simplicidade na estrutura desses organismos permite seu rápido crescimento despertando o interesse por aplicações biotecnológicas. As microalgas possuem uma maior concentração e produtividade de bioprodutos (lipídios, carboidratos, proteínas, entre outros), quando comparado às biomassas tradicionalmente utilizadas. Os lipídeos são armazenados sob a forma de triacilglicerídeos (TAGs) e são hidrolisados por lipases a ácidos graxos livres e glicerol. Há três classes de lipases que estão envolvidas na rota de degradação de TAGs, a triacilglicerol lipase, a diacilglicerol lipase e a monoacilglicerol lípase. As lipases se destacam devido suas múltiplas aplicações, sendo utilizadas nas indústrias de detergentes, medicamentos e alimentos, porém têm significante potencial biotecnológico como catalisadores em reações de síntese orgânica, atuando na produção de biodiesel. O biodiesel é produzido a partir de fontes renováveis, pela transesterificação de triglicerídeos com alcoóis de cadeia curta, produzindo ésteres monoalquílicos de ácidos graxos de cadeia longa. As principais vantagens deste combustível devem-se ao fato do mesmo ser biodegradável, não tóxico e renovável. Sequências codificantes de mono, di e triacilglicerol lipases de Chlamydomonas reinhardtii foram usadas como iscas para buscas empregando a ferramenta BLAST (BlastP) em espécies de microalgas com genoma sequenciado presentes no banco de dados Phytozome (http://phytozome.jgi.doe.gov). De acordo com a análise da presença de domínios conservados, identificamos um total de 31 genes codificantes da enzima triacilglicerol lipase, 25 genes codificantes da enzima diacilglicerol lipase e 55 genes codificantes da enzima monoacilglicerol lipase nas espécies Dunaliella salina, Volvox carteri, Coccomyxa subellipsoidea, Micromonas pusilla, Micromonas sp., Ostreococcus lucimarinus. Utilizando inferência Bayesiana (software Beast), análises filogenéticas foram realizadas a fim de reconstruir a história evolutiva das lipases importante no processos de degradação de lipídeos em microalgas. Análises in silico utilizando o banco de dados ALCOdb (http://alcodb.jp/) demonstraram que os genes identificados estão potencialmente envolvidos em inúmeros processos metabólicos e são modulados em diferentes condições de cultivo em Clamydomonas. Com base nos resultados obtidos nesse trabalho, genes-alvo foram escolhidos e serão caracterizados molecularmente com o objetivo de analisar seu potencial emprego biotecnológico.

Palavras-chave


Microalgas. Triacilglicerídeos. Lipases. Biocombustível.