Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VI Salão Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão & IIa Jornada de Pós-graduação da UERGS (ISSN: 2448-0010)

Tamanho da fonte: 
ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO MUNÍCIPIO DE CACHOEIRA DO SUL, RIO GRANDE DO SUL (RS)
Anderson Jobim MENEZES, Jessica Ivana SELL, Julio Cesar MAHFUS, Karine Daiane ZINGLER, Chaiane Leal AGNE

Última alteração: 2016-09-13

Resumo


A década de 1950 marcou o início da transformação no meio rural no Brasil, com as políticas de modernização da agricultura. Desde esse período, a noção de desenvolvimento rural ganhou espaço na discussão acadêmica e política. No contexto atual, o desenvolvimento rural implica entender como diferentes variáveis (econômicas, sociais e ambientais) influenciam na qualidade de vida da população. Devido à complexidade e à diversidade de adjetivos do desenvolvimento, é comum a dificuldade em propor ações governamentais, justificada também pela heterogeneidade de demandas sociais.  Com base nesse contexto, destacam-se algumas tentativas de mensurar o desenvolvimento rural, as quais utilizam medidas e índices quantitativos. Compreender e mensurar o desenvolvimento rural são desafios na atualidade, já que a população rural carece de políticas e programas adequados às suas demandas. Desta maneira, foi identificada a necessidade da mensurar o desenvolvimento rural do município de Cachoeira do Sul, a partir da coleta e análise de dados secundários disponíveis no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na Fundação de Economia e Estatística (FEE) e no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).  Com base nos trabalhos de Kageyama (2004) e Conterato et al. (2015), foram selecionadas as seguintes variáveis: (a) Populacional: Densidade demográfica do município; Variação da população rural do município (período 10 anos); Proporção da população rural do município; Razão População Masculina rural/feminina rural; População rural com mais de 60 anos; População rural entre 15 e 24 anos; (b) Social: proporção de domicílios rurais com instalação sanitária; com telefone (fixo ou celular), que possuem rede elétrica e IDESE (Saúde e Educação); (c) Econômica: proporção de domicílios rurais com automóvel para uso particular, IDESE Renda e Valor Adicionado Bruto da Agropecuária a Preços Correntes; (d) Ambiental: IDESE Saneamento, Proporção de Domicílios rurais que possuem coleta de lixo, Número de domicílios rurais com Pastagens plantadas em boas condições e com Matas e/ou florestas (naturais destinadas à preservação permanente ou reserva legal). A partir dessas variáveis, pretende-se calcular o Índice de Desenvolvimento Rural (IDR), cujos resultados poderão gerar mudanças no que se refere à construção, avaliação e implementação de políticas, programas e intervenções no âmbito rural local.


Palavras-chave


Índice de Desenvolvimento Rural. Populacional. Social. Econômico. Ambiental.