Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VI Salão Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão & IIa Jornada de Pós-graduação da UERGS (ISSN: 2448-0010)

Tamanho da fonte: 
A VARIAÇÃO LINGUÍSTICA DA LIBRAS NOS LIVROS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE SURDOS
Sandy Mary Azevedo BONATTI, Vinicius Martins FLORES

Última alteração: 2016-09-13

Resumo


A presente pesquisa é uma análise documental realizada como requisito parcial para obtenção do título de Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. O objetivo geral é proporcionar uma reflexão acerca da variação linguística existente nos livros didáticos que são utilizados para o ensino de surdos nas séries iniciais do ensino fundamental em escolas regulares. Partindo do princípio de que os livros didáticos no Brasil atualmente são escolhidos pelos professores e sua aquisição e distribuição são feitas por meio do Plano Nacional do Livro Didático (PNLD), sentiu-se a necessidade de averiguar de que forma é apresentada a variação linguística nestes livros. Para tal, foram analisados dois livros de ensino de Língua Portuguesa para 4º e 5º ano que foram distribuídos nacionalmente, pertencentes a coleção Portas Abertas. Ao final das análises percebeu-se que os livros didáticos para o ensino de surdos exibem características específicas, que necessitam de um olhar diferenciado que considere a Libras como a primeira língua de instrução do aluno surdo, e pode-se perceber de forma bastante acentuada a questão da variação linguística. Dessa forma, o fato de o livro didático ser distribuído nacionalmente e não contemplar a variação linguística regional, demonstra a necessidade de refletir e buscar atender as especificidades linguísticas e culturais dos alunos surdos brasileiros para um acesso igualitário ao ensino na rede regular de ensino.

Palavras-chave


Variação Linguística; Educação de Surdos; Livro didático; PNLD; Libras.