Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, VI Salão Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão & IIa Jornada de Pós-graduação da UERGS (ISSN: 2448-0010)

Tamanho da fonte: 
A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR: A (NÃO) INCLUSÃO DO SUJEITO SURDO
Diovana Santos DOS SANTOS, Daiane MACHADO, Gabriela de Moraes CHAVES, Tânia TOFFOLI

Última alteração: 2016-09-05

Resumo


Este trabalho visa analisar como é tratada a inclusão dos alunos surdos na segunda versão da Base Nacional Comum Curricular. Nossos objetivos principais são verificar como a BNCC vê o aluno surdo e averiguar se a BNCC realmente inclui o aluno surdo. A abordagem metodológica baseou-se em pesquisa bibliográfica onde verificamos como está incluida na BNCC a Lingua Brasileira de Sinais. As análises evidenciam que, professores atuantes nas escolas devem possuir o conhecimento sobre a Língua porém não possuem apoio necessário para sua aquisição devido a falta de oferta do Componente Curricular durante a graduação ou até mesmo de Cursos que os capacitem para a comunicação com surdos, o que dificulta o trabalho e não inclui o aluno surdo em sala de aula. Vale ressaltar, que a base não se deteve a um embasamento teórico suficiente a fim de servir o professor como um guia no trabalho com alunos surdos.



Palavras-chave


Metodologia, Libras, Inclusão

Texto completo: Resumo expandido