Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, X Seminário Brasileiro sobre Pequenas Frutas

Tamanho da fonte: 
EFEITO DE DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE AIB NO ENRAIZAMENTO DE ESTACAS CAULINARES DE AMORA-VERDE (Rubus erythrocladus Mart. Ex Hook.f)
Júlio Tagliari Balestrin, Rodrigo Oliveira Lamb, Vinicius Ferrari, Juliana Marcia Rogalski

Última alteração: 2019-06-28

Resumo


A espécie Rubus erythrocladus Mart. ex Hook.f. (amora-verde) é um arbusto endêmico do Brasil. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes concentrações de AIB no enraizamento de estacas caulinares de R. erythrocladus, visando estabelecer um protocolo de propagação para esta amora silvestre. O experimento foi realizado em casa de vegetação, no IFRS – Campus Sertão. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com seis concentrações (0, 500, 1.000, 2.000, 3.000, 4.000 mg L-1) de AIB, com cinco estacas por unidade experimental e quatro repetições, totalizando 120 estacas. Após 60 dias da implantação do experimento, foram avaliadas as taxas de sobrevivência e de enraizamento, o número de raízes e o comprimento da maior raiz (cm). Os dados foram analisados por análise de variância e foi aplicado o teste de Tukey, com α = 0,05. O número de raízes e o comprimento da maior raiz foram avaliados, através de estatísticas descritivas (média e desvio padrão).  As estacas tratadas com AIB na concentração 1.000 mg L-1 apresentaram maior sobrevivência e enraizamento (60%), maior número de raízes (2,8 ± 2,6) e comprimento da maior raiz (6,5 ± 2,5 cm), sendo consideradas altas, quando comparadas a outras espécies de Rubus nativas.


Texto completo: PDF