Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, X Seminário Brasileiro sobre Pequenas Frutas

Tamanho da fonte: 
Desempenho produtivo de cultivares e genótipos italianos de morangueiro de dia neutro na Serra Gaúcha
Gabriela Weber Schildt, Fernando Giacomel, Carine Cocco, Antônio Felippe Fagherazzi, Aike Anneliese Kretzschmar

Última alteração: 2019-06-30

Resumo


O cultivo de morango no período de entressafra, durante os meses de verão, desperta interesse na Serra Gaúcha, devido às condições climáticas favorecerem produções tardias. Para isso, cultivares de dia neutro são utilizadas, já que estas não sofrem interferência do aumento do fotoperíodo para a indução floral. Portanto, a introdução e avaliação de genótipos de dia neutro configura-se como uma demanda para os produtores da região. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar a produção de diferentes cultivares e genótipos de morangueiro de dia neutro. Foram avaliadas as cultivares Albion, San Andreas e Irma, e os genótipos FRF FC 09,104, FRF FC 09, 057 e FRF FC 12, 191, as quais foram implantadas no município de Farroupilha - RS em maio de 2017, em delineamento inteiramente casualizado contendo 4 repetições, sendo cada parcela composta por 10 plantas. Avaliou-se a produção e massa média de frutas. As cultivares americanas Albion e San Andreas, bem como o genótipo italiano FRF FC 09,104 apresentaram maior produção de frutas, estabilidade no tamanho de morangos e prolongamento do ciclo produtivo. Nas condições do estudo, observou-se que a cultivar italiana Irma não expressa o mesmo potencial produtivo observado em seu país de origem.



Texto completo: PDF