Sistema Eletrônico de Administração de Eventos - UERGS, 5º Seminário Institucional PIBID/UERGS: Compartilhar Experiências, Docência, Pesquisa, Arte e Ambiente

Tamanho da fonte: 
PIBID E PEDAGOGIA: AFETIVIDADE E APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NAS INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS
Ivana CEOLIN, Rochele SANTAIANA, Edilma Machado de LIMA

Prédio: Prédio 01
Sala: Sala 04
Data: 2016-09-02 09:20 PM – 09:40 PM
Última alteração: 2016-08-30

Resumo


Este trabalho fala da pedagogia e da importância da afetividade em sala de aula como mediador no processo de aprendizagens significativas, pois o aluno necessita de um ambiente acolhedor para que se sinta seguro e desenvolva seu potencial. Visto que são nas relações sociais que o sujeito se humaniza, que aprende a empatia e a socializar de maneira saudável. É na escola, nesse ambiente de socialização que a aprendizagem juntamente com a afetividade demonstra que se educa o aluno para não ser individualista, que possa viver em sociedade e ao mesmo tempo adquirir autonomia, constituindo sujeitos capazes de pensar por si próprios. O PIBID torna-se aliado nesse relato, pois leva o afeto em suas intervenções, afeto este que começa quando respeita as fases do desenvolvimento do aprendente, bem como suas culturas e interesses. Metodologicamente este trabalho fez um levantamento bibliográfico tendo como suporte Vygotsky (2008) e Piaget (2012),onde suas teorias sobre desenvolvimento infantil sustentam este trabalho, entre outros autores estudados na pedagogia. Também foi realizada uma explanação das intervenções pedagógicas feitas no PIBID, mediadas pelo educador durante as aulas, permeadas por valores de acolhimento, simpatia, respeito, apreciação, além de compreensão, aceitação e valorização do outro, favorecendo a autonomia e fortalecendo a confiança em suas capacidades e decisões. Considera-se como resultados gerados neste relato que o vínculo entre os alunos e bolsista/professor é percebido à medida que os alunos pedem que o PIBID retorne, constatando então que os laços afetivos foram criados e que precisam perpetuar-se.  Por meio das intervenções pedagógicas do bolsista foi possível entender a importância da afetividade no ato de ensinar e respeitar os saberes dos alunos e suas particularidades. Os desafios no campo da educação são constantes, entretanto, as possibilidades também. Considerou-se finalmente que as propostas pedagógicas vinculadas à afetividade originaram transformações positivas nas relações dos discentes envolvendo aprendizagens e atitudes expressivas, garantindo um contato mais próximo tanto entre os próprios alunos, bem como com os educadores envolvidos nas práticas do PIBID.


Palavras-chave


PIBID; Afetividade; Pedagogia